20/10/2021 às 14h37min - Atualizada em 20/10/2021 às 15h48min

Razões para trabalhar como um revendedor

SALA DA NOTÍCIA Victor
 

O advento da pandemia de Covid-19 trouxe a necessidade imediata de adaptação às necessidades da sociedade. Muitas pessoas perderam seus empregos e encontraram na profissão de revendedor uma nova forma de ganhar dinheiro e pagar as contas.

Neste artigo vamos te mostrar o que faz um revendedor, quais as principais vantagens em adotar essa profissão e dicas para que você consiga ingressar na área e ter sucesso nas vendas. Acompanhe!

O que faz um revendedor?

Um revendedor é uma pessoa que compra produtos de fabricantes, fornecedores ou outros varejistas a um preço mais baixo e os vende para seus próprios clientes com os preços modificados para obter lucro.

Como exemplo, uma distribuidora de produtos de limpeza funciona no processo de revenda, apenas distribuindo os produtos que adquiriu de um determinado fornecedor.

Basicamente o revendedor funciona como um intermediário, ele não produz e não compra, apenas executa a venda. Muitas pessoas têm talento para vender produtos e isso pode ser feito como um revendedor.

A revenda é uma forma de negócio que pode ser formal ou informal dependendo do fato da pessoa querer ou não montar uma loja física ou digital. É indicada para pessoas que gostam e têm talento com o marketing, especialmente o digital nos tempos atuais.

Vantagens ser um revendedor

Inclusive, podemos dizer que ser revendedor pode ter muitos benefícios, sendo os principais:

  • Maior liberdade;
  • Baixo risco financeiro;
  • Habilidades mínimas necessárias; 
  • Excelente flexibilidade;
  • Sem necessidade de experiência prévia.

Agora entenda de modo detalhado, o que cada benefício abrange dentro dessa profissão. 

Maior liberdade que em empregos tradicionais

A revenda permite que você opere a compra e venda no conforto da sua casa, de modo personalizado e direcionado aos seus clientes.

Você pode montar uma loja online e pensar em estratégias de marketing com base nas características do seu público-alvo. Além disso, a revenda tem ótimos ganhos quando bem planejada.

Baixo risco financeiro

O investimento necessário para que você inicie sua revenda é baixo, o que representa poucos riscos. Você pode iniciar adquirindo alguns produtos para revenda, no caso de lojas físicas, para ter a pronta entrega ou apenas criar sua loja online.

Por exemplo, se você quer ser um distribuidor de material para construção pode pensar em montar um site com catálogo dos seus produtos para revenda. O único investimento que deve ter será com a compra do domínio e da hospedagem deste site.

Habilidades mínimas necessárias

São poucos os requisitos de habilidade necessários para iniciar, operar e administrar um negócio de revenda de forma lucrativa. Pensando no cenário pós-pandêmico, ter um site e realizar produção de conteúdo e engajamento pode auxiliar sua revenda.

Não existe necessidade de ter experiência na função, pois ela vem com o tempo e com os relacionamentos com clientes. Com o passar do tempo, você sabe o que funciona e não para o seu público-alvo, tendo mais eficácia e praticidade no ato da venda.

Excelente flexibilidade

Neste modelo de negócio o que impera é a flexibilidade. Você faz seu horário. Seja em tempo integral, meio período, sazonalmente ou ocasionalmente, é você que escolhe como e onde quer trabalhar ou se deseja tirar uma “folga” em alguns dias da semana.

Como você é seu próprio chefe, é você quem organiza sua rotina de trabalho e prazos para entrega, ficando totalmente livre para escolher aquela que melhor lhe satisfaz.

Se você tem site com processos de automação, a revenda pode se tornar ainda mais fácil pelo uso de inteligência artificial como seu aliado no atendimento e agilidade do processo de venda.

5 dicas para se tornar um revendedor de sucesso

Agora que você sabe o que faz um revendedor e quais os principais benefícios dessa profissão, saiba quais as 5 dicas para se tornar um revendedor de sucesso, caso a carreira tenha te interessado.

1. Seja honesto

Nesta carreira, por ter um contato mais direto com o cliente, a honestidade é essencial, uma vez que implica diretamente em sua credibilidade como revendedor.

Seja honesto e fale ao seu cliente, ou cite, quais os possíveis defeitos que o produto pode apresentar a longo prazo e como ele pode contorná-los. Se revender produtos usados, seja sincero sobre o tempo de uso e possíveis defeitos que possam apresentar.

Imagine que você se tornou um fornecedor de alimentos sem glúten. Seja honesto quanto à composição real dos alimentos nas embalagens, evitando que os possíveis compradores alérgicos tenham reação após consumo.

Na internet ou no mundo físico você pode encontrar pessoas desonestas que podem querer te enganar durante as vendas e dar o famoso “calote”. Por isso, também esteja atento a esses casos.

2. Seja profissional

O comportamento do vendedor diz muito sobre a qualidade do negócio ao comprador. Sendo assim, evite o inesperado e tente manter um padrão de comportamento equilibrado, sem perder o controle em situações de alto estresse em que os clientes podem te colocar.

Se alguma situação te fizer perder a cabeça, faça uma pausa e respire. Conte até 10. Dê uma caminhada e volte depois. Mas não baixe o nível do seu atendimento. Isso aumenta a confiança do comprador nos seus serviços e produtos.

Imagine que você faz venda de plantas exoticas e um cliente questiona o valor alto do seu produto, mesmo sem saber qual o custo de produção e da valorização do seu trabalho. Você pode ficar extremamente irritado.

Em hipótese alguma adote palavrões no seu atendimento. Faça uma pausa, tome uma água e respire para responder com calma e de modo pleno, passando uma imagem altamente profissional.

3. Procure pelos menores preços de fábrica ou fornecedor

Busque fornecedores ou varejistas que tenham os menores preços de mercado possível, assim seu lucro pode ser maior e a revenda pode ocorrer com preços justos.

Contudo, não esqueça da qualidade. Não compre produtos que possam ter um prazo de validade curto e desagradar os clientes. Pense em produtos com bom custo-benefício e terá uma boa reputação.

Imagine que você revende potes para alimentos personalizados por meio de etiquetas. Para isso deve buscar comprar etiquetas para produtos alimentícios com menor valor possível, para que consiga incorporar no produto final o valor investido e ter lucro.  

4. Permaneça independente

Nada melhor do que ser seu próprio chefe, não é mesmo? Começou assim e deve permanecer independente. Isso quer dizer que você não deve comprar algo pelo preço que poderia estar revendendo, pois é um tiro no pé.

Além disso, permanecer independente é o fato de você ser seu próprio dono e não se deixar ser absorvido dentro de uma grande empresa que notou seu talento e lhe ofertou um salário fixo para executar a função.

Suponhamos que você distribua produtos para limpeza de pisos industriais a empresas de pequeno e médio porte, fazendo o contato físico mensal com gestores.

Uma empresa que fabrica produtos de limpeza identificou seu talento e quer lhe contratar por um salário fixo baixo. Não aceite, permaneça independente que seus ganhos serão maiores. 

5. Não se deixe enganar

Isso se refere diretamente a custos de envio por correio ou transportadora. Muitas pessoas podem te questionar sobre o fornecimento do frete grátis.

Para decidir sobre isso, confira se a sua margem de lucro será satisfatória para aquela venda. Se não for, incremente o valor do frete no produto final para que a conta saia do bolso do consumidor. O que não pode é sair no prejuízo.

Suponha que você trabalha com comércio de areia e pedra na modalidade de distribuição. Seu cliente, uma construtora, deseja que o frete seja grátis porque comprou uma tonelada de areia e meia tonelada de pedregulho.

Se você analisar o valor pago pelo cliente e sua margem de lucro e ela for positiva, você pode pensar no caso de fornecer o frete grátis. Caso contrário, esqueça. Não desvalorize seu trabalho para agradar o cliente, pois isso não vale a pena em muitos casos.

Conclusão

A revenda é um ótimo negócio para quem quer se tornar independente, ser seu próprio chefe, ter uma rotina flexível de trabalho, ter maior liberdade e potencializar os lucros.

Para isso é necessário apenas conhecimento e gosto por marketing e talento para conversar com pessoas. Durante o processo de venda é essencial ser honesto, exibir profissionalismo, equilíbrio emocional e poder de convencimento.

Se você está começando nesse ramo pode pensar em fornecer produtos promocionais para brinde, como uma forma de agradar os primeiros clientes, gerar reputação positiva e aumentar as chances de fidelização.

Seguindo esses 5 passos básicos, você pode iniciar seu negócio próprio de revenda hoje mesmo e começar a colher os frutos de uma atividade profissional totalmente independente de grandes corporações.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos. 


 
Notícias Relacionadas »
© 2021 Sala da Notícia - Todos os direitos reservados.
contato@saladanoticia.com.br
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp