08/04/2021 às 10h33min - Atualizada em 08/04/2021 às 16h03min

Apostando em soluções inovadoras, empresas de diferentes setores crescem na pandemia

Exemplos mostram que é possível ganhar mercado, mesmo na crise, a partir de novas ideias e oportunidades

Agência Pauta VIP
SALA DA NOTÍCIA Silmar Batista

Divulgação
A pandeia causada pelo Coronavírus completou recentemente um ano da sua chegada ao Brasil. Ao longo desse período, não faltaram histórias de gente que perdeu o emprego e de empresas que tiveram que fechar suas portas por conta do lockdown. Porém, existem também companhias que inovaram em seus processos e cresceram em plena crise.

Um bom exemplo é a Enjoy – rede de escolas ensino de inglês profissionalizante com foco em jovens entre 11 e 18 anos das classe média e média-baixa – praticamente dobrou de tamanho entre março de 2020 e as primeiras semanas de março de 2021. A rede, que em fevereiro do ano passado contava com 65 franquias, hoje já soma 127 unidades, 56 das quais em funcionando e outras 40 a serem inauguradas nos próximos meses.

Parte desse sucesso se deve a algumas iniciativas promovidas pela empresa. “Para o franquiado, garantimos a matrícula dos primeiros 100 alunos de cada franquia. Já para os alunos e suas famílias, agregamos o projeto educacional do ensino de inglês associado ao aprendizado sobre tecnologia e a cursos profissionalizantes nas áreas de Marketing Digital, Programação, Design Gráfico e Administração”, destaca Denis Sá, fundador da Enjoy.

Quem também cresceu durante a pandemia foi a Argo Seguros - seguradora especialista no desenvolvimento de produtos de nicho - que viu seu volume de prêmio emitido aumentar em 35,1%, passando de R$ 282,9 milhões para R$ 382,4 milhões na comparação com 2019. Foi o o melhor desempenho comercial da história da empresa, mesmo em um ano marcado por muitas incertezas.

Esse crescimento foi sustentado pela nossa plataforma digital de distribuição comercial; disciplina em subscrição feita sob medida e no atendimento personalizado aos parceiros comerciais. Além disso, também lançamos serviços e seguros que foram bem recebidos pelo mercado, principalmente pelas inovações oferecidas, seja na sua fórmula ou nas assistências que os acompanham”, revela Bruno Pereira, CFO e CEO Interino da Argo Seguros.

Já a DOC24 – startup de telemedicina – teve um um incremento considerável nos últimos 12 meses. A empresa passou de cinco milhões para 10 milhões de beneficiários, enquanto que o número de consultas saltou de cinco mil para 15 mil atendimentos por mês. “A pandemia mostrou o quanto é importante a telemedicina, tanto  para descongestionar as salas de espera, quanto para proporcionar conforto a médicos e pacientes através da implementação de protocolos modernos de atendimento à saúde”, concluiu Fernando Ferrari, diretor Geral da DOC24 no Brasil.

Notícias Relacionadas »
© 2021 Sala da Notícia - Todos os direitos reservados.
contato@saladanoticia.com.br
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp