09/04/2021 às 15h08min - Atualizada em 10/04/2021 às 00h00min

Zambon anuncia tratamento inovador para Doença de Parkinson

No dia mundial da doença de Parkinson, a Farmacêutica Zambon faz alerta sobre a patologia que afeta milhões de pessoas em todo o mundo e anuncia seu principal lançamento para 2021

www.zambonpharma.com/br/pt/
SALA DA NOTÍCIA Carla Espino

Divulgação
Celebrado em 11 de abril, o Dia Mundial do Parkinson é um alerta para uma doença neurodegenerativa que atinge 1% da população mundial acima dos 65 anos, o que significa cerca de 8 milhões de pessoas. No Brasil, números não oficiais apontam para cerca de 700 mil portadores da doença, que é crônica, progressiva e ainda não tem cura.

A Doença de Parkinson é um dos principais distúrbios nervosos da terceira idade. Ela é caracterizada principalmente por rigidez e tremores, com prejuízos à coordenação motora. Isso ocorre devido à diminuição intensa da produção de dopamina, neurotransmissor que ajuda na comunicação entre as células nervosas e é essencial para o controle dos movimentos musculares.

A causa dessa degeneração das células nervosas ainda é desconhecida e acredita-se que o problema seja desencadeado pela combinação de fatores genéticos e ambientais. Estudos científicos apontam que os homens têm mais propensão a desenvolver o Parkinson. Publicação do periódico American Journal of Epidemiology revela que a relação chega a ser de dois homens diagnosticados para cada mulher com Parkinson. E as mulheres ainda costumam apresentar sintomas cerca de dois anos mais tarde do que os homens.

Sintomas e diagnóstico
Além da rigidez, os tremores que predominam nos membros superiores e geralmente são mais acentuados de um lado do corpo do que do outro, há também sintomas não motores. Entre eles estão a dor, depressão, alterações de humor, insônia e a redução do olfato, que podem surgir entre três e 10 anos antes do diagnóstico da doença.

O diagnóstico do Parkinson é clínico e deve ser feito por médico neurologista, após a análise de sinais e sintomas. Exames complementares, como tomografia cerebral e ressonância magnética, podem ser solicitados para eliminar outras doenças do sistema nervoso.

Entre os investimentos em pesquisa e desenvolvimento (P&D) previstos para 2021 na neurologia, a farmacêutica italiana Zambon, atuante no Brasil há mais de 60 anos, lança em julho o Xadago® (mesilato de safinamida), uma inovação no tratamento da Doença de Parkinson por promover avanços importantes na qualidade de vida do paciente.

A previsão é que o Xadago® (mesilato de safinamida) chegue ao mercado em julho em duas apresentações: 50mg e 100mg e em embalagens de 14 e 30 comprimidos.

Sobre a Zambon
A Zambon é uma empresa italiana que atua na indústria farmacêutica e química fina desde 1906. É conhecida por sua linha respiratória com produtos de ação mucolítica e antioxidante. No Brasil, a Zambon tem 13 marcas promovidas em 5 grandes áreas terapêuticas: respiratória, saúde feminina, dor, sistema nervoso central e doenças raras. Sempre com foco em inovação, a farmacêutica busca diferenciar seus produtos através de necessidades não atendidas por parte dos médicos e pacientes. A empresa é globalmente dirigida pelo CEO Roberto Tascione.
 

Notícias Relacionadas »
© 2021 Sala da Notícia - Todos os direitos reservados.
contato@saladanoticia.com.br
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp