24/06/2022 às 13h03min - Atualizada em 25/06/2022 às 16h36min

Lorenzetti explica características que diferenciam os modelos de chuveiros e duchas elétricas

Pressão da água, potência, economia e até a Região do País em que se vive são aspectos que precisam ser avaliados antes da escolha do modelo ideal

SALA DA NOTÍCIA Caroline
Nos dias frios, a busca pelo conforto e pelo aquecimento é ampliada. A hora do banho se torna mais especial, com o protagonismo do chuveiro elétrico, que garante água aquecida e relaxamento. Sinônimo de chuveiro elétrico no Brasil, a Lorenzetti dá dicas para escolher o modelo ideal para cada necessidade.

Economia. O chuveiro elétrico é um importante aliado na economia de água e de energia, dependendo do tempo de banho e da escolha do aparelho mais adequado. Em locais de clima quente, onde o inverno é ameno, um chuveiro com potência máxima de 3200W pode ser suficiente. Deve-se lembrar que o chuveiro possui um importante recurso de economia de energia: o seletor de mudança de temperaturas, que deve ser utilizado para adequar a potência de acordo com a temperatura do ambiente.

Em regiões com variações mais bruscas de temperatura, quem quer economizar energia deve considerar a compra de um chuveiro com comando eletrônico, que contribui para o controle da temperatura, e lembrar que mais de dez minutos no banho é desperdício.

Temperatura na medida certa. Os modelos eletrônicos oferecem controle da temperatura e, consequentemente, economia. No mercado, podem ser encontrados chuveiros com o exclusivo comando eletrônico com haste prolongadora ao alcance das mãos, permitindo a escolha gradual e precisa da temperatura, tão simples como ajustar o volume do rádio.

Híbrido. As duchas híbridas, também chamadas de Flex que são compatíveis com aquecedores a gás e solar, são capazes de economizar ainda mais água. A economia acontece devido ao sistema inteligente de funcionamento, que aquece instantaneamente a água, assim que o registro é aberto, controlando automaticamente a temperatura desejada do banho até a chegada da água quente do sistema principal. Dessa maneira, é possível evitar o desperdício de água fria parada na tubulação, economizando até cinco litros de água por banho.

Potência. Para regiões mais frias, é necessário ter um produto com maior potência de aquecimento. Vale lembrar que a rede elétrica (bitola dos fios) e o disjuntor devem estar de acordo com as especificações técnicas que constam na embalagem do produto.

Pressão. Para locais com baixa pressão, como residências onde a caixa d’água está localizada a poucos metros do chuveiro, é recomendada a instalação de chuveiros com o pressurizador interno, que aumenta o volume da água durante o banho. A Lorenzetti possui uma linha completa de chuveiros com pressurizador acoplados chamados “Turbo”, que são ideais para estes casos.
 
Notícias Relacionadas »
© 2022 Sala da Notícia - Todos os direitos reservados.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp