08/12/2022 às 17h13min - Atualizada em 08/12/2022 às 18h39min

Leega detalha aplicabilidades do Cloud para otimizar processos e recursos nas empresas

Diretor de operação e tecnologia, Gustavo Cicotoste, e o coordenador de Infra Cloud da Leega, Ricardo Lopes, mostram como o investimento em computação em nuvem auxilia na aceleração dos negócios

https://leega.com.br/
SALA DA NOTÍCIA Caio Matta Dias
O uso de Cloud vem se tornando cada vez mais comum e corriqueiro nos ambientes empresariais e já é possível afirmar que essa tecnologia é indispensável para o desenvolvimento dos negócios em inúmeras esferas corporativas. Para explicar como o uso da computação em nuvem pode auxiliar na aceleração de processos e na otimização de recursos das empresas, a Leega, empresa brasileira de consultoria de tecnologia com mais de 20 anos de experiência, apresenta conceitos e dicas por meio de seu diretor de operações e tecnologia, Gustavo Cicotoste, e do seu coordenador de Infra Cloud, Ricardo Lopes.
Há alguns anos, as empresas operavam majoritariamente em um modelo chamado de on-premise, no qual todo o ambiente de TI era hospedado localmente em servidores próprios. Isso acontecia porque manter os dados “dentro de casa” costumava representar mais segurança. Entretanto, o mercado de Cloud Computing se desenvolveu ao ponto de conseguir replicar e evoluir essa segurança, mesmo armazenando as informações em servidores remotos, acessados pela internet. A partir das soluções de cloud, as empresas também passaram a economizar custos de equipamentos e manutenção, além de otimizar recursos com funcionários e tempo da equipe que se dedicava à preservação do bom funcionamento dos servidores. Sendo assim, recursos e processos internos antes voltados ao armazenamento local dos dados puderam ser realocados em atividades e profissionais mais estratégicos para o desenvolvimento da companhia.
Ricardo Lopes destaca que essa migração foi fundamental para direcionar os talentos das empresas a projetos mais importantes. “A computação em nuvem nos permitiu desafogar o time de infraestrutura e de especialistas em dados, que antes precisariam se preocupar com os servidores, backups dos dados e segurança da informação. Sem dúvidas, podemos dizer que o Cloud foi um divisor de águas para o mercado corporativo em vários aspectos, como segurança, produtividade e mobilidade”, explica.
Por outro lado, é importante ressaltar que a migração para o modelo de Cloud Computing não exime as empresas de qualquer preocupação. Na área de dados não existe um momento com o qual não seja necessário estar em alerta. A depender do sistema adotado, o nível de controle dos processos vai variar, mas a tendência é que isso seja muito mais simples via computação em nuvem do que no modelo on-premise. Dessa forma, os custos operacionais também diminuem na gestão dos ativos, visto que os times não têm mais a necessidade de trabalhar na operação, que será realizada pelo novo sistema.
Gustavo Cicotoste afirma que a questão da segurança foi um desafio no início, pois muitos clientes eram céticos a respeito do tema e de como os dados poderiam estar tão seguros, ou mais, em uma solução em nuvem do que em servidores locais. “Hoje, o mercado evoluiu bastante em relação ao que tínhamos há quatro anos, quando começamos a oferecer essas soluções em nuvem. A maioria das empresas já entendeu as vantagens do Cloud e está adotando e escalando esse modelo”, completa.
Por padrão, as soluções de Cloud oferecem criptografia, e apenas o próprio usuário pode acessar ou dar acesso às informações. Mesmo assim, é importante reforçar algumas boas práticas para o uso desses recursos. “Antes de implementar esse modelo, é fundamental criar uma boa arquitetura para que seja possível dar escalabilidade a médio e longo prazos, além de otimizar processos, evitando um superprovisionamento dos recursos”, aconselha Ricardo Lopes. Para o especialista, o Cloud deve ser pensado desde a concepção de um novo projeto para que, futuramente, haja um monitoramento mais assertivo do plano desenvolvido.
Interessados em se aprofundar no tema já podem assistir ao segundo programa do videocast Deu Leega no YouTube, onde Gustavo Cicotoste e Ricardo Lopes debatem a computação em nuvem e apresentam diferentes formas de implementá-la. Para mais informações sobre a Leega, visite o site oficial.
 
Notícias Relacionadas »
© 2024 Sala da Notícia - Todos os direitos reservados.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp