15/07/2021 às 16h01min - Atualizada em 15/07/2021 às 18h03min

Mesmo com alta no prêmio emitido, resultado das seguradoras chama atenção, revela relatório da BI.nsurance

Empresa especializada em inteligência de mercado e soluções analíticas para a indústria de seguros vê custo de aquisição ainda elevado

Agência Pauta VIP
SALA DA NOTÍCIA Silmar Batista
Assim como no primeiro trimestre deste ano, o resultado operacional da indústria de seguros em abril demonstra queda, só que desta vez mais acentuada. É o que releva o mais novo relatório da  BI.nsurance – empresa especializada em inteligência de mercado e soluções analíticas para a indústria de seguros.

Apesar do crescimento em prêmios emitidos (mais de 15%) - que segue registrando seguidas altas - o segundo trimestre deste ano começou com a tendência de manutenção no aumento gradativo do custo de aquisição, que é o investimento médio em esforços para conquistar um novo cliente, assim como aumento significativo em sinistralidade

“Essa queda no resultado operacional demonstra que as seguradoras, em sua grande maioria, estão perdendo dinheiro em seu negócio primário, ou seja, sem considerar ganhos de investimentos financeiros. O mercado vem buscando novas formas de atendimento, de melhorar a experiência do cliente, e com isso os custos tendem a aumentar”, disse Luís Henrique Forster, CEO da BI.nsurance.

O executivo lembrou que as despesas administrativas – “que tem sofrido para apresentar queda” – e o grande número de profissionais procurando recolocação neste momento de pandemia, “uma dinâmica que deve continuar durante este ano”, são pontos que merecem atenção.

Outro detalhe é que o custo de aquisição no mercado se manteve estável na comparação com o mesmo período dos dois últimos anos, diferentemente do que ocorreu na maioria dos países, em que este número sofreu quedas drásticas.

Mesmo ressaltando que seria importante uma análise mais detalhada para entender melhor o custo de aquisição por ramo, Luís Henrique fez um alerta. “Ainda que consigam recuperar uma parte com seus investimentos, é necessário revisitar outras variáveis como sinistralidade, redução em despesas administrativas via tecnologia, assim como outros pilares da nossa indústria, sob risco de terminarmos com menos seguradoras no mercado e com isso uma redução na competitividade para o próprio cliente”, concluiu.
 
O relatório do 1º quadrimestre do mercado de seguros brasileiro com essas e outras informações está disponível para download no endereço www.binsurance.com.br.  

Além dos relatórios e das newsletters oferecidas, a BI.nsurance tem como foco o desenvolvimento de soluções para atender outras lacunas da indústria em relação a big data, análise de dados in-house e desenvolvimento de soluções gerais. Com base nisso, seguem nos planos da empresa o lançamento de um modelo Saas com todas essas informações para este segundo semestre.

Sobre a BI.nsurance

A BI.nsurance é uma empresa especializada na inteligência de mercado para indústria de seguros. Formada por uma equipe multidisciplinar, sua meta é oferecer soluções de Business Inteligence - para identificação, extração, leitura e visão macro de dados - de forma mais eficiente e acessível ao setor; além de outros serviços voltados a soluções que estejam ligadas a inteligência da informação e negócio. Para saber mais, acesse: https://www.binsurance.com.br/.
 
Notícias Relacionadas »
© 2021 Sala da Notícia - Todos os direitos reservados.
contato@saladanoticia.com.br
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp