28/11/2023 às 10h28min - Atualizada em 28/11/2023 às 19h00min

Às vésperas do verão, saiba como escolher o melhor ar-condicionado para a sua casa

Veja dicas especiais para comprar um aparelho com bom custo benefício e manter um estilo de vida saudável no calor

Dandara Pereira dos Santos
Foto: Freepik
 

Um estudo baseado em dados climáticos das últimas seis décadas, realizado por pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), aponta um aumento específico nas temperaturas máximas diárias em diversas regiões do Brasil. O levantamento, que abrangeu informações coletadas entre 1961 e 2020, revelou incrementos de até 3 graus Celsius em algumas áreas do país.

Diante disso, tendo em vista a proximidade com o verão, previsto para o dia 22 de dezembro deste ano, muitas pessoas procuram diversas formas de se refrescar, muitas delas em casa mesmo, por meio dos aparelhos de ar-condicionado. 

 

No entanto, pouco se sabe sobre o aparelho ideal para cada tipo de casa, ambiente e até mesmo o que observar na hora de comprar um produto como esse. 

Segundo os especialistas, a primeira coisa que você precisa saber é a potência do ar-condicionado, medida em BTUs (British Thermal Unit). Essa medida indica a quantidade de calor que o aparelho pode retirar do ambiente em uma hora. Quanto maior o número de BTUs, maior a capacidade de resfriamento do ar-condicionado.

Mas como saber quantos BTUs são necessários para o seu ambiente? Existem alguns fatores que influenciam nessa conta, como o tamanho do cômodo, a incidência de sol, o número de pessoas e de aparelhos eletrônicos no local. Uma forma simples de calcular é usar a seguinte fórmula:

BTUs = 600 x área (em m²) x fator de correção

O fator de correção varia de acordo com as características do ambiente, conforme a tabela abaixo:

 

Por exemplo, se você quer climatizar um quarto de 12 m², com pouca incidência de sol, com duas pessoas e um computador, você deve fazer o seguinte cálculo:

BTUs = 600 x 12 x 0,8 x 1,1 x 1,1 BTUs = 6.380,8

Nesse caso, o ideal é escolher um ar-condicionado de 7.000 BTUs, que é o valor mais próximo disponível no mercado.

Outra coisa que você deve considerar é o tipo de ar-condicionado que melhor se adapta ao seu espaço e às suas necessidades. Existem vários modelos, como o de janela, ou split, o inverter e até mesmo o portátil, citado em um artigo do portal Pink Fire como uma das alternativas com melhor custo benefício do mercado. Cada um tem suas vantagens e desvantagens, que você pode conferir a seguir:

  • Ar-condicionado de janela: é o modelo mais tradicional e mais barato, mas também o mais barulhento e o que consome mais energia.

Ele é instalado em um buraco na parede ou na janela, e precisa de um suporte para sustentá-lo. Ele é indicado para ambientes pequenos e que já tenham o espaço adequado para a instalação.

  • Ar-condicionado split: é o modelo mais moderno e silencioso, pois possui duas unidades separadas: uma interna, que fica no ambiente a ser climatizado, e uma externa, que fica do lado de fora da casa. 

Ele também é mais econômico e eficiente, mas tem um custo mais alto e requer uma instalação profissional. Ele é indicado para ambientes maiores e que não tenham o espaço para o ar-condicionado de janela.

  • Ar-condicionado portátil: é o modelo mais prático e versátil, pois pode ser levado para qualquer lugar da casa, desde que tenha uma tomada e uma saída de ar próxima. 

Ele é ideal para quem mora de aluguel ou não quer fazer obras na parede. Porém, ele é mais caro, mais pesado e menos potente que os outros modelos, e também faz bastante ruído. Também é indicado para ambientes pequenos e que precisem de climatização ocasional.

  • Ar-condicionado inverter: é o modelo mais avançado e econômico, pois possui um sistema que regula a velocidade do compressor de acordo com a temperatura do ambiente, evitando picos de consumo e prolongando a vida útil do aparelho. Ele também é mais silencioso e mais rápido para resfriar ou aquecer o ambiente. 

Porém, ele é o mais caro de todos e também requer uma instalação profissional e é indicado para ambientes que precisem de climatização constante e que queiram economizar na conta de luz.

Benefícios do ar-condicionado para os exercícios físicos

 

Um dos principais benefícios de se exercitar com o ar-condicionado é o conforto térmico, que ajuda a manter a disposição e a concentração para treinar por mais tempo.

 

Além disso, o ar-condicionado pode prevenir a desidratação, a fadiga e o estresse térmico, que são causados pelo excesso de calor e podem comprometer a saúde e a segurança dos praticantes de atividades físicas. Ele também pode favorecer a recuperação muscular, pois reduz a inflamação e a dor causadas pelo esforço físico.

 

Saber escolher o ar-condicionado ideal também é fundamental nesse momento, já que apesar dos benefícios, ele também pode trazer alguns riscos para quem se exercita com ele ligado. Um deles é o choque térmico, que ocorre quando há uma mudança brusca de temperatura entre o ambiente interno e o externo.

 

Fazer uma simples corrida numa esteira elétrica, por exemplo, utilizar uma bicicleta ergométrica ou até mesmo exercícios de musculação pode se tornar ainda mais cansativo no calor.  Nossa redação entrevistou o estudante universitário Leone Levi Pereira, que tem tentado iniciar a prática de atividades físicas: “Exercício físico no calor é quase impossível, não tenho ânimo pra nada com esse calor que tem feito.” 

Fazer um aquecimento adequado antes dos exercícios, já que ele prepara o corpo para a atividade física, pois aumenta a temperatura corporal, a frequência cardíaca e a circulação sanguínea, além de lubrificar as articulações e ativar os músculos. 

O aquecimento deve ser feito por cerca de 10 minutos, com exercícios leves e específicos para a modalidade escolhida e, mesmo que a atividade seja realizada em locais com ar-condicionado, é importante que ele seja acompanhado de hidratação. A recomendação é ingerir cerca de 500 ml de líquido duas horas antes do treino, 150 a 250 ml a cada 15 ou 20 minutos durante o treino, e 500 ml logo após o treino. 

Também é importante que se procure cuidar da alimentação, visando manter o corpo com energia para a realização dos exercícios. Preze por frutas e verduras e priorize a compra em supermercados com ambientes refrigerados, mantendo a qualidade e o sabor dos alimentos em melhor estado

Escolher o modelo de ar-condicionado adequado para o seu ambiente, seguir as instruções de instalação e uso, e manter o aparelho sempre limpo e conservado é fundamental, mas também não fique parado. Com uma escolha inteligente você consegue continuar praticando exercícios físicos, independente do clima.


 

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Notícias Relacionadas »
© 2024 Sala da Notícia - Todos os direitos reservados.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp