16/02/2024 às 11h27min - Atualizada em 16/02/2024 às 12h33min

A importância do TikTok e outras redes no mundo dos negócios

Qualquer empresa que não produzir conteúdo digital em menos de dez anos certamente correrá riscos de sobrevivência

MP News
Divulgação

Gustavo Alonge*
Para quem já atua há décadas no mundo dos negócios pode estar sendo difícil acompanhar o dinamismo com que as coisas acontecem no meio digital. De tempos em tempos, surgem novas ferramentas, novas plataformas e redes sociais, com suas respectivas linguagens, públicos e atratividades. Contudo, acompanhar essas novidades e transformações é essencial, trata-se de um caminho sem volta e de investimento necessário para quem deseja manter ativa e bem-sucedida sua empreitada empresarial.
É nesse contexto que abordamos em especial o TikTok, aplicativo de criação, divulgação e compartilhamento de vídeos curtos. Há quem ainda tenha dúvidas se é válido inserir seu empreendimento nessa plataforma. Mas, sem dúvidas, a resposta é sim. É importante que toda empresa que deseja ter seu público perto esteja ativa no TikTok, de modo que quem ignora esse tipo de investimento, na verdade não apenas está deixando dinheiro na mesa, como também tem deixado de plantar, o que fará sofrer no futuro.
Existe uma explicação para tamanha relevância. Apesar de haver competição entre as plataformas digitais, cada uma é bem presente e tem a sua força. Nesse sentido, é válido dizer que o Instagram não deixará de existir, mas as pessoas estão sim se dividindo entre as plataformas. Então é essencial que a empresa, igualmente, se multiplique nessas plataformas.
Mas como fazer para estar presente em todas? Há tempo e experiência para que a empresa se dedique à construção de conteúdo de forma permanente e constante? 
É preciso saber que existem várias formas de construir conteúdo. É possível terceirizar o serviço, com a contratação de agências digitais, que com menor custo e know-how podem entregar o material relativo à cada tipo de comunicação e plataforma, ou ainda se valer da autoprodução, feita de forma mais caseira.
Para aqueles que preferem a produção de conteúdo de forma autônoma, existe uma dica importante que ajuda a reduzir o tempo de trabalho nessa missão. É possível construir conteúdos que possam ser adaptados e replicados para diferentes plataformas. Uma boa estratégia para isso é optar em desenvolver primeiramente um conteúdo mais longo e depois editá-lo, com os respectivos direcionamentos.
Como exemplo, você pode construir um vídeo super legal para o YouTube, explicando o seu produto, seu tipo de serviço, inclusive com algumas dicas para o seu público. Depois, é possível cortar trechos desse vídeo com algum programa editor e distribuí-los no TikTok, no Instagram e em outras plataformas, claro, sempre tendo em mente as necessárias adaptações e ajustes condizentes com cada plataforma.
Então, no TikTok, por exemplo, o conteúdo, que é mais autoral, não deve ter texto sobreposto ao vídeo, algo geralmente feito no Instagram. A plataforma valoriza mais os chamados shorts. No Instagram, por sua vez, vale investir mais em memes ou mais brincadeiras, que acabam por garantir maior audiência.
É claro que há atividades e setores produtivos que combinam mais com uma plataforma do que com outra. Por essa mesma razão, é essencial entender que existem várias redes sociais, de forma a elencar quais gostaria de estar presente e priorizar as que considerar mais o foco para seu negócio.
Ajuda muito a explicar a importância das redes sociais como o TikTok, o Instagram ou o Facebook no mundo dos negócios ao observar que é crescente o número de lojas virtuais. Muitas começaram, inclusive, do zero, sem qualquer gasto. Hoje em dia, a maioria das plataformas disponibilizam uma estrutura para receber você e para você poder vender seus produtos. Elas já têm recursos de e-commerce integrados e cada vez mais querem que a pessoa compre dentro da plataforma.
Nesse sentido, também devemos destacar que o avanço das redes sociais e de suas diversas ferramentas permitiu a expansão total do e-commerce, de modo que, ao compreender bem o funcionamento de cada uma, é possível desenvolver vários tipos de negócios, bastando apenas ter um celular e criatividade. Às vezes, nem é preciso ter o produto, porque a pessoa faz dropshipping, ou seja, atua como intermediária entre consumidor e fornecedor, por meio da criação de uma loja virtual personalizada, com a possibilidade de você usar suas redes sociais para criar conteúdo em cima desse produto, divulgá-lo e lucrar com esse tipo de negócio.
O empresário não deve hesitar em procurar auxílio com uma consultoria que pode lhe ajudar a construir ou a fortalecer a sua existência dentro do marketing digital. Há sites de empresas como a Engajatech que concentra boas informações para mudanças de rota ou o pontapé inicial na sua imersão às redes sociais. 
Um fato é certo. Qualquer empresa que não produzir conteúdo digital em menos de dez anos certamente correrá riscos de sobrevivência, porque terá muitas dificuldades para poder conversar e alcançar o seu público. Nessas plataformas, é muito grande a oportunidade e o espaço de crescimento para empreendedores. Lembre-se que é nesse universo que boa parte das marcas passam, cativam e permanecem na memória de grande parte dos consumidores.
*Gustavo Alonge é especialista em marketing digital e CEO da Engajatech
Notícias Relacionadas »
© 2024 Sala da Notícia - Todos os direitos reservados.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp