21/02/2024 às 14h21min - Atualizada em 22/02/2024 às 00h18min

Inovações tecnológicas fazem com que condomínios evoluam

Andreia Souza Pereira
Internet

Os avanços da tecnologia no contexto dos condomínios estão fazendo com que uma nova modalidade de serviços possa ser apresentada para seus clientes, nesse caso, os moradores.

 

Dentre as diversas possibilidades, empreendimentos têm se tornado mais inteligentes, seguros e conectados, e, onde podem contar com câmeras de segurança nos arredores do edifício e das casas, segurança de perímetros contra invasões ou intrusões, em casos de condomínios feitos dessa forma, e com o controle de acesso e rastreio em tempo real de visitas ou outras pessoas, como entregadores e  prestadores de outros tipos de serviço, como encanadores, pedreiros, entre outros.

 

Para essa nova forma de funcionamento dos condomínios, seus serviços e moradores, é possível observar que os empreendimentos, assim como as casas inteligentes, estão começando a seguir os mesmos passos onde as ferramentas tecnológicas aparecem como auxiliadoras na vida de quem usufrui de todos esses benefícios.

 

Para o CEO da Loomy, Josafá Luz, “O que faz com que esse tipo de dinâmica funcione da melhor forma, fazendo com que tudo se conecte a ponto de lembrar essas casas inteligentes, é uma central de fibra óptica própria do empreendimento, que passa a atuar com uma infraestrutura tecnológica de última geração e permitindo ativar e implantar infinitos dispositivos para inúmeros serviços e necessidades, além da qualidade de uma conexão com a internet. Dessa forma, assim como em serviços e eletrônicos já presentes em nossas residências, como Smart TVs, as dinâmicas envolvendo o todo, para todos os moradores, necessita de acesso  rápido à internet e que possibilite todas as opções disponibilizadas no serviço proposto”.

 

Para que tudo seja feito com qualidade, dispor de uma infraestrutura robusta e multiserviços de fibra óptica, igual de uma operadora de telecomunicações, dentro do empreendimento para atender os moradores, torna-se um modelo disruptivo e inovador que já começa a ser adotado por inúmeros empreendimentos pelo país. 

 

Pela grande diferença entre os modelos antigos de condomínios, onde tudo utilizado era analógico, sem nenhum tipo de integração e com tecnologias totalmente diferentes, , dispor de uma infraestrutura própria para usar a tecnologia a frente de todas as funções, por mais que tenha o contato de um ser humano em algum outro lugar, não sendo tudo feito por uma Inteligência Artificial, faz com que essa seja a maneira mais moderna de lidar com problemas econômicos dos moradores e do risco de acontecer algo com os moradores e prestadores do local.

 

Promovendo um passo em diante na questão da moradia, as empresas que tratam desse tipo de condomínio se colocam como novas possibilidades para o bem estar das pessoas. Além disso, construtoras podem ver, desse jeito, uma maneira de se destacar dentre as outras, trazendo cada vez mais novidades para a rotina de seus futuros usuários.

 

Como o empresário aponta, “Se posicionar como uma empresa que preza pelo avanço da tecnologia e, ao mesmo tempo, cuida e zela por seus moradores, isso no caso das construtoras, é a atitude mais acertada em relação ao mercado e à visão do consumidor comum. Para empresas que ajudam as construtoras, com  os serviços de fato, essa necessidade que apresentam se torna a melhor oportunidade para o crescimento próprio e da qualidade de vida de seus usuários, independente do lugar”.


Notícias Relacionadas »
© 2024 Sala da Notícia - Todos os direitos reservados.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp