22/02/2024 às 13h53min - Atualizada em 23/02/2024 às 01h21min

Um mundo sem cookies: como avaliar o impacto dessa nova realidade e buscar caminhos

Amanda Gasperini, diretora de Data Insights & Growth da Gauge, empresa do Grupo Stefanini, aponta alguns insights que podem ajudar as empresas nesse tema

Thayna Franzo
Stefanini
E chegou 2024, a descontinuidade do uso de dados terceiros está aí. Batizados de cookies, eles servem para conhecer o perfil do usuário e seu comportamento de navegação. O que irá acontecer a partir de agora será uma transição com a remoção do atual modelo de cookies de terceiros, que vigora há quase 30 anos, para tecnologia Privacy Sandbox – novo sistema do Google em substituição aos tradicionais cookies. Essa migração será gradual e será feita ao longo deste ano.

Com as mudanças aceleradas no mercado digital, as instituições precisam realizar testes com a nova tecnologia e se organizarem para a coleta de dados primários, e, desta forma, estarem mais bem preparadas para o fim dos cookies de terceiros. Mas como medir a atribuição em um mundo sem cookies? Para Amanda Gasperini, diretora de Data Insights & Growth da Gauge, empresa do Grupo Stefanini, este é um importante debate cujo tema envolve, sobretudo, uso da inteligência de dados para potencializar negócios, conectar pessoas e criar experiências. Como abordar os impactos do fim do fim dos cookies e como as empresas devem se preparar para esse novo cenário?

Amanda aponta alguns dos principais pontos de atenção para essa nova realidade para as empresas:
  • Ter uma gestão de dados primários organizada com olhar mais unificado possível do consumidor;
  • Ter um planejamento de uso dos dados primários. Se já possui plataformas de gestão de audiência ou usa parceiros de mídia com uso de dados, verificar com os parceiros se estão se preparando para essa mudança;
  • Ter uma estratégia de coleta e manutenção dos dados, possibilitando uma experiência positiva que gere valor ao cliente final e seja consistente ao longo do tempo;
  • Reservar investimento para explorar soluções mais centradas na privacidade e menos dependentes de cookies e identificadores de terceiros;
  • Consolidar os dados em um só lugar (CDP, Data Clean Rooms, Data Lakes, entre outros) a fim de realizar uma avaliação completa e identificar quaisquer lacunas nos dados coletados;
  • Além dos cookieless, outro ponto que o seu negócio precisa estar atento é com relação à mudança de mensuração nas plataformas: como você irá mensurar conversão? Está usando ao máximo o potencial de sua ferramenta de web/app analytics? Já se adaptou às mudanças e está conseguindo gerar valor ao negócio?
  • Focar nos dados primários não é só uma questão de mídia. Agora é um momento de pensar na monetização de dados, que ocorre não apenas com a venda destes, mas também o uso para potencializar a receita ou mesmo reduzir custos.
  • Com a nova versão, a forma de mensuração dos dados será diferenciada. O objetivo é obter uma melhor visão da jornada do consumidor dentro de todos os canais proprietários, proporcionando uma visão mais orientada à audiência, construindo-a de uma maneira mais apropriada e, por consequência, trazendo uma maior inteligência ao negócio.

Notícias Relacionadas »
© 2024 Sala da Notícia - Todos os direitos reservados.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp