11/04/2024 às 19h48min - Atualizada em 12/04/2024 às 00h00min

Segurança para Mulheres: Livre de Assédio está no RJ para Web Summit

Ana Addobbati estará na capital carioca a convite do programa Vibra Empreendedora num espaço de ideação de como inovar e usar tecnologias sociais em programas de ESG para prevenir violência e assédio.

PR Mídia Press
Divulgação

No intuito de fortalecer a segurança e promover um ambiente mais acolhedor para as mulheres, por meio de tecnologias inovadoras, Ana Addobbati, CEO da Livre de Assédio, a convite do programa Vibra Empreendedora, estará no Web Summit, o maior evento de tecnologia do mundo. Pioneira na disseminação e criação de espaços para debater, capacitar e aplicar o protocolo anti assédio no país, Ana ocupará um espaço de ideação de como inovar e usar tecnologias sociais em programas de ESG para prevenir violência e assédio.

 

A Livre tem experiência em desenvolvimento e validação de pilotos para programas de diversas empresas, como Diageo, Ambev e mais recentemente a TIM. Recentemente, a empresa de telefonia contou com a expertise da fundadora da Livre de Assédio para o programa Caminho Delas, desenvolvido em parceria com o app Mulheres Positivas, mostrou que já existe lastro legal para o acolhimento de mulheres em risco de violência e que a iniciativa privada pode ir além no papel de proteção. Em 2024,  celebra a expansão da TIM Programa Caminho Delas para todo País.  Em 2023, o piloto aconteceu no Rio e em São Paulo. “Entendemos que programas de impacto escaláveis são essenciais para endereçar questões complexas da sociedade e viabilizar a participação das empresas nesse processo de mudança. Para isso, realizamos pilotos, avaliamos primeiro o impacto social dos programas, para em seguida, inserir tecnologia. Isso foi inclusive um dos nossos diferenciais no processo de seleção de vários programas dos quais participamos”, explica Ana. 

 

A atuação da Livre de Assédio no Rio de Janeiro já é antiga e constante. A instituição já atuou junto a Vale, Neoenergia, integrou a campanha Copa sem Assédio com patrocínio da Brahma, em que esteve com  intervenções em eventos e capacitou a equipe do Festival em Itaipava, o Rock The Mountain, além de ter treinado alguns dos bares e casas de empreendedores engajados em um Rio livre de assédio, como o Baródromo, o Quiosque Ginga, o Quintal do Samba, entre outros. 





 

Sobre atuação da Livre em 2024

 

A Livre de Assédio comemora um trimestre marcado por inovação e escala de mecanismos de prevenção e governança. Integrando tecnologias e parcerias estratégicas, a startup consolidou sua presença nos principais festivais, bares e eventos das quatro regiões do País - implementando protocolos de segurança baseados nas regulamentações vigentes. “A Livre sempre teve a vocação de olhar para a tecnologia como aliada e integrá-la à medida que avaliamos metodologias e impacto. E, com isso, estamos avançando e já temos a nossa própria ferramenta de apoio para eventos, que respeita a LGPD e o sigilo à identidade da vítima, além de parcerias como a do Sympla”, conta Ana. 

 

Em 2023, a Livre atuou nos maiores eventos do Brasil como TomorrowLand Brasil, Festival Turá, CCXP, maior evento de cultura de Geekie do mundo, Primavera Sound, com o movimento Nobody is Normal do maior festival da Europa no Brasil, Festival Rock The Mountain, Festival Social Good  Brasil, em Florianópolis, Arraial da Abracerva no DF, 10 anos do Festival Coquetel Molotov,  em Recife. 



 

Parceria com Sympla

 

A Sympla, maior plataforma de eventos do Brasil, firmou uma parceria estratégica com a Livre de Assédio. Juntas, essas instituições se uniram com um propósito claro: orientar o ecossistema de eventos sobre como lidar com este tema, contribuindo para a redução de casos de assédio nesses ambientes. Para isso foi criada a cartilha "Seu evento em dia com o protocolo ‘Não é não’: como se preparar?". A ideia é fornecer suporte aos organizadores de eventos para que possam se adequar à nova legislação, já que o material digital oferece orientações práticas de como planejar e preparar o evento para a aplicação dos protocolos exigidos em lei.

 

O documento produzido pela Sympla e a Livre de Assédio, representa um passo importante para conscientizar e capacitar os produtores a criar ambientes mais seguros para todos os participantes dos eventos. Dessa forma, a cartilha reforça o conceito do que é assédio e aborda o problema social dentro do contexto dos eventos. Além disso, ela oferece direcionamento sobre como lidar com a questão em diversos níveis, apresentando caminhos de prevenção e combate, bem como ações de acolhimento com pessoas preparadas para auxiliar as pessoas que sofreram alguma violação em seus direitos de cidadão. 


 
Notícias Relacionadas »
© 2024 Sala da Notícia - Todos os direitos reservados.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp