15/05/2024 às 14h31min - Atualizada em 17/05/2024 às 02h10min

Petrobras: rota de colisão do novo estilo de gestão, o mercado e os acionistas

Bruno Corano

Bruno Corano
ASSESSORIA DE IMPRENSA
Bruno Corano
A movimentação na direção da Petrobras pode ser bem séria e sensível.

A nova a presidente indicada, Magda Chambriard, que terá que ser, ainda, aprovada pelo conselho, entre outros ritos, claramente, está alinhada ao lado do PT mais extremo, mais nacionalista.

Magda Chambriard já fez inúmeras declarações, ao longo dos últimos anos. Um dos que mais chocaram o mercado foi quando ela declarou, claramente, que a Petrobras, como estatal, não precisa dar lucro.

Isso, aos olhos do mercado, é algo aterrorizante.

Ao mesmo tempo ela tem competência, tem conhecimento. E não é possível saber o limite de autonomia da executiva, para conseguir deliberar certas ações.

A certeza, agora, é de que estamos em rota de colisão entre a gestão provável que ela vai desempenhar, o mercado, e os acionistas da empresa.

Bruno Corano, economista e investidor da Corano Capital
 

Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
NEIDE LIMA MARTINGO PEREIRA
[email protected]


Notícias Relacionadas »
© 2024 Sala da Notícia - Todos os direitos reservados.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp