20/05/2024 às 10h14min - Atualizada em 20/05/2024 às 16h22min

Alphaville tem primeiro trimestre de crescimento em receita e lucro em 2024

Incorporadora alcançou R$ 108 milhões de receita líquida, e também reduziu 25% em despesas gerais e administrativas

LUCAS LEAL
Foto: Grupo Alphaville/Divulgação
A Alphaville S/A divulgou na última quarta-feira (15) seus resultados financeiros do primeiro trimestre de 2024, quando reportou crescimento de 14% em sua receita líquida, com relação ao 1T23, alcançando R$ 108 milhões. No mesmo período, o lucro bruto da empresa cresceu 32%, chegando à marca de R$ 43 milhões, com margem bruta de 39% no trimestre, 5 p.p. superior ao mesmo trimestre do ano anterior. 
 
A companhia também registrou melhor eficiência operacional, com a redução de 25% em despesas gerais e administrativas, na comparação 1T24 vs 1T23, o que representa o compromisso da gestão com o controle de custos. 
 
Outro resultado que reflete a eficiência operacional é o crescimento do EBITDA no primeiro trimestre de 2024, com R$ 16 milhões e margem EBITDA de 15%. O lucro líquido alcançou os R$ 52 milhões no período. 
 
A Alphaville cresceu também em vendas brutas de estoque nos primeiros três meses do ano, que alcançaram a marca de R$ 90 milhões no %AVLL, sendo 6% superior ao mesmo período de 2023. A companhia fechou o primeiro trimestre com estoque de R$ 968 milhões no %AVLL, sendo que 64% deste estoque possui menos de um ano da data de lançamento, demonstrando a alta VSO de seus produtos. No período, a urbanizadora entregou dois empreendimentos, o Jardim Alpha Ponta Grossa, no Paraná, e o Alphaville Guarapari 3, no Espírito Santo. 
 
Vale destacar que em janeiro a companhia concluiu o processo de aumento de capital de R$ 685 milhões, com capitalização de R$ 537 milhões de dívidas e aporte de R$ 147 milhões. A gestora Ulbrex Asset passou a ser o principal acionista da companhia, com 40,49% de participação no capital total. 
 
A Alphaville encerrou esse primeiro semestre após a homologação do aumento de capital com redução do endividamento total em 54% e alongamento saldo remanescente de R$ 498 milhões para 10 anos com 3 anos de carência e consequente redução da dívida líquida em 78%. 
 
Outras informações sobre os Resultados Financeiros estão disponíveis na página de Relações com Investidores.

Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
LUCAS LEAL PEREIRA
[email protected]


Notícias Relacionadas »
© 2024 Sala da Notícia - Todos os direitos reservados.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp