27/05/2024 às 12h39min - Atualizada em 27/05/2024 às 22h25min

Referências pessoais são base para projetos de interiores: arquiteta curitibana reforma apartamento aliando tendências e afetividade

Arquiteta Karolinna Venturi inovou no projeto de seu duplex em Curitiba (PR), trazendo conceitos de maximalismo que a tem destacado no cenário do design de interiores

EDUARDO BETINARDI
Arquiteta e designer Karolinna Venturi
CURITIBA, 27/05/2024 – Apresentar tendências que conversem com os gostos pessoais dos clientes é um desafio par qualquer arquiteto e designer de interiores. E quando o projeto é para a própria casa, o desafio pode ser ainda maior. Enquanto o profissional tem uma amplitude de referências, também precisa lembrar que, nesse caso, seu toque autoral tem um peso definitivo.

Foi o caso da arquiteta e designer Karolinna Venturi. Ela adquiriu um apartamento duplex em Curitiba (PR). “O espaço é ótimo e bem localizado, mas em um prédio mais antigo, que demandava uma reforma geral”, afirma. Foi assim que o ambiente de 210 m2 ganhou três suítes, teve a cozinha modificada para o andar de cima, integrada a uma área social ampla e com uma vista maravilhosa da cidade. Até chegar nessa configuração, porém, a arquiteta passou por um projeto inicial. “Fiz um projeto lindo, mas que não tinha a minha personalidade. Estava fazendo como se fosse para outra pessoa. Olhei mais uma vez para o potencial do apartamento e para minhas referências pessoais, e refiz tudo”, confidencia.

Ao assumir seu lado pessoal no projeto, Karolinna reforça uma tendência que a vem diferenciando no mercado curitibano: o maximalismo. A arquitetura máxima pensa com exclusividade cada desenho de ambiente, levando em conta a personalidade do cliente. “A arquitetura máxima combina com um cliente que viaja, que tem referências diversas e quer seu toque pessoal”, a arquiteta explica. E é a partir disso que se encaixam as tendências em decoração.

“Considero importante compreender as referências que o cliente traz, suas vivências e memórias afetivas que serão refletidas na casa, e partir disso para criar um ambiente moderno, confortável e que reflita a identidade de quem habita o espaço”, explica Karolinna. “Ao projetar minha própria residência, levei em conta esses mesmos princípios, mesclando referências técnicas com elementos pessoais que são significativos para mim”, comenta.

Ela continua: “Um exemplo disso são as cadeiras assinadas por Juliana Medeiros na sala de jantar. Elas não são apenas móveis; são peças que carregam consigo uma história e uma estética únicas. Ao integrá-las ao ambiente, estabeleço uma conexão entre meu passado e meu presente, criando uma atmosfera acolhedora e cheia de personalidade.” Essa abordagem meticulosa e sensível às escolhas de mobiliário não apenas enriquece visualmente o espaço, mas também o torna verdadeiramente habitado, repleto de significado e calor humano.

Na arquitetura, foi feita uma escolha singular para todo o apartamento: paredes em sua maioria brancas, portas pretas, piso madeirado com a paginação em escama de peixe e molduras nas paredes. Embora esse formato pareça mais tradicional, é receptivo à decoração versátil. Existe uma harmonia em toda a casa ao seguir esse padrão, equilibrado com a divisão de espaços feita por móveis e o uso de cores. O escritório, que também funciona como suíte com um sofá-cama, apresenta estantes pretas embutidas com decorações elegantes, criando um ambiente aconchegante e sofisticado para reuniões virtuais e trabalho remoto, por exemplo.

Não há divisórias na parte de cima. Cozinha e sala conversam livremente, com pequenas áreas delimitadas apenas por sofás baixos e arranjo dos móveis funciona tanto para pequenos grupos quanto para encontros mais receptivos.

A aposta em diferentes estampas e padrões resulta em ambientes cheios de personalidade. Logo na entrada, a porta da casa se abre para um pequeno corredor todo em pied de poule: “Quero que a pessoa entre já com a impressão de estar em uma casa com a minha personalidade”, revela. A primeira sala da casa tem dois tapetes de materiais diferentes, que conversam com os pequenos quadros na parede de momentos e referências a viagens da família. A sala na parte de cima também tem um sofá com o mesmo padrão, sobre um tapete de cores intensas e sóbrias, criando um contraste inovador. Uma abertura entre os encostos cria uma visão da poltrona mole de couro marrom, que recebe a luz do sol vinda da varanda.

A cozinha de móveis pretos conversa com a bancada ilha central de mármores Branco Paraná e Preto São Gabriel em destaque com o Quartzo verde jade utilizado como plano de fundo da cozinha. Os armários escuros com portas de vidro dão vista para louças coloridas em sóbrios tons de azul, verde e lavanda, quebrando a expectativa monocromática com elegância. Discos de jazz dispostos no bar criam dão um toque clássico em meio a atmosfera moderna e fluida da arquitetura e da decoração. Flores trazem pontos de cor para os variados espaços, como a ilhada cozinha, podendo ser facilmente trocadas e mudar o tom do local sem grandes alterações. Explorar os sentidos e resgatar as referências pessoais equilibra o design da casa.

Na criação do ambiente, além de enfatizar os móveis de design, como as elegantes cadeiras de jantar, é essencial realçar o papel central desempenhado pela mesa de jantar, desenhada pela própria arquiteta. Esta peça, cuidadosamente selecionada para harmonizar com o design das cadeiras serve como ponto focal na sala de jantar e se torna o coração da casa, onde momentos são compartilhados em refeições familiares e encontros íntimos.

A escolha meticulosa da mesa, juntamente com a composição das pedras na bancada central da cozinha, incluindo o mármore Branco Paraná e Preto São Gabriel destacados com o Quartzo verde jade como plano de fundo, contribui para uma atmosfera de sofisticação e coesão em todo o espaço. Esses elementos agregam elegância estética e promovem uma sensação de conforto e acolhimento, onde a funcionalidade se funde com o estilo para criar um ambiente verdadeiramente cativante.
 

Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
EDUARDO BETINARDI
[email protected]


Notícias Relacionadas »
© 2024 Sala da Notícia - Todos os direitos reservados.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp