05/08/2022 às 17h20min - Atualizada em 05/08/2022 às 17h33min

Aumento de mulheres no mercado de trabalho impulsiona setor de cosméticos

Setor deve registrar um ritmo anual de crescimento de 6,5% ao ano nos próximo cinco anos

https://www.numberonehair.com.br/
SALA DA NOTÍCIA Number One Hair
O mercado global de conservantes cosméticos deve registrar uma movimentação de US$ 410 milhões neste ano segundo um relatório que acaba de ser publicado pela ResearchAndMarkets.com. De acordo com a instituição, este segmento deve registrar um ritmo anual de crescimento de 6,5% ao ano nos próximo cinco anos. Caso a estimativa se confirme, em 2027 o valor das transações financeiras envolvendo este mercado alcançarão US$ 562 milhões.
O estudo argumenta que o aumento da participação das mulheres no mercado de trabalho seria um dos grandes motivadores para este desempenho. A explicação é que globalmente as mulheres são as maiores consumidoras de produtos cosméticos. Portanto, espera-se que a maior independência financeira delas impulsione o consumo de cosméticos e produtos para a pele e cuidados com o cabelo.
Para Érico de Oliveira Rodrigues, CEO da Number One Hair, uma das maiores distribuidoras de cabelos e seus derivados do mercado nacional, outra razão para o crescimento dos negócios neste ecossistema é o home office e as formas de trabalho híbrido.
O executivo afirma que a necessidade de trabalhar em casa e se expor constantemente às câmaras em reuniões feitas nas telas de computadores e telefones celulares tem levado um número cada vez maior de pessoas a recorrerem às técnicas para se sentirem mais confortáveis com suas aparências.
“O cabelo é a moldura do rosto e todos querem se apresentar bem tanto em reuniões virtuais que se tornaram comuns no ambiente de trabalho como em outras situações, como os vídeos em redes sociais, por exemplo”, afirma.
A empresa informa que entre os meses de janeiro e junho de 2022 vendeu mais de 1.800 quilos de cabelos humanos para uso em procedimentos como mega hair, nano pele, micro link, implantes e perucas, entre outros. O volume representa um crescimento de 20% em relação ao mesmo período do ano passado e consolida o aquecimento que vem se intensificando na procura pelo produto após a chegada da pandemia e a consequente aceleração do home office e outras modalidades de trabalho remoto.
Segundo Rodrigues, a expectativa é de que o ritmo de vendas permaneça nestes mesmos patamares até o final do ano, uma vez que a aquisição de cabelos oferece também a versatilidade e praticidade de poder mudar de cabelo quando quiser, se tornando uma importante ferramenta para construção de identidade.
 
Notícias Relacionadas »
© 2022 Sala da Notícia - Todos os direitos reservados.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp