02/09/2022 às 08h41min - Atualizada em 02/09/2022 às 19h36min

Parceria levará alimentação mais saudável e sustentável a cerca de 35 mil alunos nas escolas municipais de Sobral (CE)

Iniciativa prevê substituir 20% de ingredientes de origem animal em cerca de 1,4 milhão de refeições ao ano

SALA DA NOTÍCIA Valle da Mídia
Uma parceria assinada pela Prefeitura de Sobral (CE) com o programa Alimentação Consciente Brasil (ACB), operada pela organização Mercy For Animals, e com a organização Humane Society International (HSI) levará uma alimentação saudável e sustentável aos quase 35 mil alunos das escolas públicas da cidade nordestina. Palestras sobre nutrição e treinamentos culinários com receitas à base de vegetais nos dias 23 a 26 de agosto marcaram o início da implantação do acordo de cooperação.

A iniciativa prevê a substituição de 20% de ingredientes de origem animal por mais verduras, legumes, grãos e frutas em cerca de 1,4 milhão de refeições por ano. As equipes do ACB e da HSI irão capacitar as equipes de cozinha em culinária vegetal, além de trabalhar princípios de educação nutricional e ambiental com estas e também com as equipes pedagógicas. Além do avanço na alimentação, a iniciativa também gerará impacto ambiental positivo.

Firmada no primeiro semestre, a parceria foi resultado da participação da cidade na primeira edição do LUPPA (Laboratório Urbano de Políticas Públicas Alimentares), idealizado pelo Instituto Comida do Amanhã, com correalização do ICLEI América do Sul (Governos Locais pela Sustentabilidade), apoio do Instituto Ibirapitanga e Instituto Clima e Sociedade e apoio institucional do ACB e da HSI.

O baixo consumo de frutas, grãos, hortaliças e legumes junto à elevada ingestão de alimentos de origem animal aumentam o risco de problemas de saúde pública, como obesidade, diabetes e câncer. Em paralelo, este desbalanceamento está diretamente ligado a problemas ambientais graves como o desmatamento e uso excessivo da água.

"Acreditamos que as políticas alimentares impulsionam o desenvolvimento sustentável, podem contribuir para a regeneração do planeta e também para a saúde das pessoas no presente, além das futuras gerações", comenta Alice Martins, Gerente Sênior de Políticas Alimentares do ACB.

No Brasil, cerca de 70% dos cereais são usados para alimentar animais para consumo, uma estatística preocupante quando muitas pessoas no mundo enfrentam fome e insegurança alimentar. Em paralelo, justamente o sistema alimentar tem o maior potencial, via mudanças nos hábitos de consumo, para ações que irão reduzir as emissões de gases do efeito estufa.

“Programas como este têm sido implementados por diversos municípios em nível global por promoverem sistemas alimentares mais resilientes e estarem alinhados a compromissos mundiais que relacionam as alterações climáticas à necessidade de adoção de políticas de alimentação sustentável", ressaltou Thayana Oliveira, Gerente de Políticas Alimentares da HSI.

A metodologia científica utilizada pelo ACB e pela HSI estima que a substituição da proteína animal por proteínas vegetais, conforme o previsto na parceria, resulta em aproximadamente:

● 2,4 mil toneladas de soja deixam de ser destinadas para a pecuária, o suficiente para alimentar cerca de 30 mil adultos durante 1 ano;

● 800 hectares de terra passam a ser preservados, o equivalente a 800 campos de futebol;

● 13 milhões de litros de água são poupados, o equivalente a mais de 90 mil banhos de 15 minutos;

● 3 mil toneladas de CO2eq não são emitidas, o equivalente a cerca de 22 milhões de km não rodados de carro.

"A cidade de Sobral (CE), reconhecida como a capital da educação do Brasil, com o melhor Índice de Desenvolvimento para a Educação Básica (Ideb), avança, com o acordo de cooperação, na promoção de saúde pública e liderança climática e ambiental através da alimentação escolar", destaca Francisco Herbert Lima Vasconcelos, Secretário de Educação da Prefeitura de Sobral.

Para saber mais sobre o ACB e a HSI e conhecer os recursos oferecidos gratuitamente para as instituições públicas, acesse alimentacaoconsciente.org e carnesdaterra.org.

Sobre a HSI

Com presença em mais de 50 países, a Humane Society International (HSI) trabalha em todo o mundo para promover o vínculo humano-animal, resgatar e proteger cães e gatos, melhorar o bem-estar dos animais de fazenda, proteger a vida selvagem, promover testes e pesquisas livres de animais, responder a desastres e enfrentar a crueldade com os animais em todas as suas formas. Em 10 países, trabalha com o programa de políticas alimentares à base de vegetais, apoiando empresas e governos locais na implantação de sistemas alimentares resilientes e sustentáveis. Saiba mais sobre nosso trabalho em hsi.org. Siga a HSI no Twitter, Facebook e Instagram.

Sobre o ICLEI

O ICLEI – Governos Locais pela Sustentabilidade é uma rede global de mais de 2.500 governos locais e regionais comprometida com o desenvolvimento urbano sustentável. Ativos em mais de 130 países, influenciamos as políticas de sustentabilidade e impulsionamos a ação local para o desenvolvimento de baixo carbono, baseado na natureza, equitativo, resiliente e circular. Nossa Rede e equipe de especialistas trabalham juntos oferecendo acesso a conhecimento, parcerias e capacitações para gerar mudanças sistêmicas em prol da sustentabilidade urbana. O ICLEI América do Sul conecta seus mais de 100 governos associados em oito países a este movimento global. Em mais de 30 anos de atuação, a organização tem seu trabalho focado no desenvolvimento de baixo carbono, baseado na natureza, resiliente, circular, equitativo e centrado nas pessoas.

Sobre o Instituto Comida do Amanhã

O Instituto Comida do Amanhã é um think tank sem fins lucrativos, institucionalmente independente e apartidário, cuja missão é apoiar a transição para sistemas alimentares saudáveis e sustentáveis, inclusivos, empoderadores, biodiversos e culturalmente integrados, e trabalhar para conscientizar e impactar indivíduos, instituições e tomadores de decisão, com dois objetivos específicos e interdependentes: i) promover uma mudança de comportamento e entendimento sobre a comida e seus impactos; ii) advogar por políticas públicas centradas no direito à alimentação adequada.

Sobre a MFA

A Mercy For Animals é uma das maiores organizações sem fins lucrativos do mundo dedicada ao fim da exploração animal em fazendas industriais e na indústria da pesca. Fundada há 21 anos nos EUA e presente no Brasil desde 2015, a MFA atua em outros países da América Latina, no Canadá, na Índia e está expandindo operações no leste e sudeste asiático, para construir um sistema alimentar mais justo e sustentável. Para mais informações sobre a organização, acesse www.mercyforanimals.org.br


Notícias Relacionadas »
© 2024 Sala da Notícia - Todos os direitos reservados.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp