23/09/2021 às 13h12min - Atualizada em 23/09/2021 às 15h06min

Ativos reais x Ativos financeiros: qual a diferença?

SALA DA NOTÍCIA Redação

No mercado de investimentos é muito comum se falar em ativos, mas para aqueles que estão iniciando a sua jornada no mercado financeiro, o termo pode causar confusão. Ativo é tudo aquilo que possui um valor comercial ou bem, e pode ser negociado entre as pessoas, como imóveis, títulos do tesouro e ações. No entanto, entre eles, há o ativo real e o ativo financeiro. 

Para entender melhor, Cadu Guerra, CEO do Allugator, maior plataforma de assinatura de eletrônicos da América Latina, explica e elenca algumas diferenças entre eles. Confira:

 

Relação com a economia

Os ativos reais estão presentes no cotidiano das pessoas. Trata-se de bens físicos e estão diretamente ligados à economia real, ou seja, trazem retornos diretos para a sociedade porque estão relacionados com a sua capacidade produtiva. Por exemplo, ao construir uma loja, o investidor estará investindo em um ativo real que trará retornos para ele e para a sociedade, já que o local vai gerar empregos para a população, causando impactos diretos na economia. Como outros exemplos, temos imóveis, obras de arte, carros, equipamentos e maquinários, eletrônicos entre outros. 

Já os ativos financeiros não têm presença física. Eles são representados por documentos, por isso, é intangível. Não é um bem, nem uma mercadoria, é um título ou contrato que é negociado no mercado financeiro, como moedas, ações, títulos públicos e mais. Eles são adquiridos por meio de negociações, contratos e atividades de compra e venda, e estão representados por papéis, que podem ser públicos ou privados. Diferente do ativo real, o título não tem um uso direto para a sociedade e sim os impactos que o investimento no título geram. 

 

Liquidez

Os ativos financeiros possuem liquidez relativamente alta, permitindo que o resgate do valor seja feito na grande parte dos casos de forma rápida, ao contrário do ativo real, que pode demorar meses para ser resgatado. Veja só: um investidor pode vender uma ação no mesmo dia na bolsa de valores; já a venda de uma casa, por exemplo, pode levar meses, o que caracteriza os ativos reais com baixa liquidez. 

 

Rentabilidade

Quando se fala em rentabilidade, curiosamente, os ativos reais apresentam em alguns casos melhores condições que os financeiros, uma vez que eles não sofrem tanto com os impactos da inflação. Em geral, quando uma moeda sofre com depreciação, os imóveis, por exemplo, se valorizam. Por isso, os ativos reais chamam a atenção daqueles que desejam diversificar o portfólio de investimentos e querem segurança. Mas é importante falar que tanto em ativos reais quanto em ativos financeiros, você pode ter ótimas condições para investir, o que pode te direcionar para o mais adequado é seu perfil de risco.

Por fim, entender as diferenças entre ativo real e o ativo financeiro permite que o investidor compreenda melhor os seus investimentos e possa realizar aplicações de forma assertiva com os seus objetivos, criando um portfólio diversificado com ativos diferentes.


 
Notícias Relacionadas »
© 2021 Sala da Notícia - Todos os direitos reservados.
contato@saladanoticia.com.br
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp